26 de setembro de 2013

É o que temos

Aos 90 minutos é levantada a placa com o número 3. O resultado era um magro 1-0 para a equipa dos extra-humanos. Aos 91 os pobres terráqueos, uma equipa ralé constituida por meros humanos, marca um golinho limpo e conseguem o 1-1.

Aos 94, Pepe Galáctico faz lembrar a cena do Capitão America com Jardel, prende um braço do adversario e atira-se para o chão, levando consigo o defesa da equipa ralé que apenas é humano.
Não há cá meias medidas: Mr. Magoo aponta para a marca de penalty e faz-se o chocapic. Quer dizer, faz-se o 2-1 a favor dos mega bons extraterrestres galacticos.
Nas bancadas ouve-se o publico, todo ele ralé como nós mas alguns apoiantes da equipa ralé que jogava contra os galack buttons.
"TINÓNI TINÓNI" gritavam eles... e com toda a razão: Mr. Magoo tornou-se ambulancia a ir em acção de salvamento daquele iminente desastre intergaláctico chamado Real Madrid.
Pepe galatico entretanto fez saber ao seu treinador que "era mesmo penalty" mas ninguem se terá lembrado de perguntar se ele se referia a alguma jogada em que ele estivesse em acção defensiva.
É o que temos.


Antes disso, Crisnaldo dispõe de um livre mais ou menos frontal, descaído para a esquerda. Quando marcados para o poste oposto, manda-se normalmente uma buja. Quando se remata ao poste mais próximo remata-se por cima da barreira ou então rasteiro para passar por baixo da mesma.
Crisnaldo, desta vez, apanha mal a bola. Esta passa, à altura da cintura, pelo meio de um aglomerado de jogadores da equipa ralé que se posicionaram mal na altura do remate interstelar. O guarda-redes da equipa ralé é apenas humano e quase defende a bola que, por sorte passou a barreira.
Um "jornal desportivo" português apelidou-o de "O sensacional livre de Crisnaldo"...

É o que temos.

6 Comentários:

Blogger JPFerreira disse...

Nasceste em Barcelona, foi?
Ou o ódiozinho é simplesmente gratuito? Só porque sim?

26/9/13 12:38 da tarde  
Blogger pitons na boca disse...

Caro JPFerreira, és um visionário. :)
Descobriste a mensagem subliminar neste post: Barcelona. Apesar de não ter feito nenhuma referencia ao clube catalão ou à cidade catalã.
Não gosto de dar muitos dados pessoais na internet mas, como me pareceste uma pessoa muito... vou dizer "elucidada", vou abrir uma excepção: não nasci nem em Barcelona, nem em Madrid... nem mesmo em Elche.
Quanto ao "odiozinho gratuito" não percebi mas espero que me esclareças: devo ficar chateado por não ter um "odiozinho remunerado"; ou deveria ficar contente por não ter de "pagar pelo odiozinho"?

Mas força, esta é a tua oportunidade de mostrar ao mundo que o penalty foi bem assinalado e que o livre é marcado de forma "sensacional". E provar que eu disse alguma mentira ou me enganei... só porque sim.

Saudações cheias de inveja desse magnifico sentido de humor.

26/9/13 12:51 da tarde  
Blogger JPFerreira disse...

1. Sou adepto do Real (pronto, já podes sentir-te à vontade para admitir que és simpatizante do Barça e que havia uma mensagem subliminar).

2. O Real não jogou um caralho.

3. O empate era o resultado mais justo pela coragem e personalidade do Elche.

4. Isto não é mais do que um novo episódio da velha e eterna estória de clubes grandes VS clubes pequenos. Para a semana é o Barça o beneficiado, daqui a 15 dias volta a ser o Real e por aí sucessivamente. Tal como acontece em Portugal, Itália, Inglaterra, Alemanha, França, Holanda, Escócia…o que não acontece NUNCA é um clube pequeno ser beneficiado, pelo menos de forma relativamente sistemática, em favor dum grande.

5. Odeio conotações de escárnio muito menos ao meu clube. “Intergalácticos”? Crisnaldo? Pa, chama-lhes jogadores do Real Madrid. Como os outros eram jogadores do Elche.

6. Cansa-me o ódio visceral e o desdém que se polariza em relação ao Real só porque é um clube que gasta muito dinheiro. Pois gasta, mas não tem passivo (ao invés tem um activo enorme) e é uma das instituições desportivas mais rentáveis do Planeta. Tem dinheiro e usa-o, investe-o. Adeptos de clubes que têm passivos grotescos e negociatas sujas como os portugueses podem meter a ironia noutro sítio. Tenho pouca paciência para conversa de ressabiado pobre que não consegue lidar com a riqueza do vizinho rico.

26/9/13 2:01 da tarde  
Blogger pitons na boca disse...

Ah bom! Assim já nos entendemos melhor e até conseguimos falar de bola como gente minimamente civilizada, porque eu só sou às vezes. :)

Seguindo os teus pontos:

1. Sim, sou barcelonista mas tal como tu não precisaste de nascer em Madrid eu também não precisei nascer em Barcelona. Não tem mal nenhum isso, acho eu.

2. Concordo.

3. Concordo não só por isso mas também era um justo castigo para a atitude um bocado sobranceira de alguns jogadores do Real (aqui talvez tenha sido mais impressão minha que outra coisa).

4. Sem duvida. Nem nunca eu quis dizer o contrário. E quem me conhece sabe que sou benfiquista e, muitas das vezes, não tenho problemas em admitir quando o Benfica é beneficiado. Mas quando é a favor do Benfica são erros, quando é contra é roubo. ;)
Mas o propósito principal do post era mesmo: apontar para o facto de haver erros gritantes de arbitragem em mais sitios que não apenas Portugal e a forma como o público escolheu reagir; para o Pepe dar uma de ministro da defesa do Saddam Hussein aquando da invasão dos EUA ao Iraque; e, finalmente e é um tópico recorrente neste blog, para a parvoíce dos jornais desportivos portugueses.

5. Esses nomes que lhes chamo tem a ver com a génese do blog, que quando foi criado foi num tom humoristico muito próprio. Tenho esta coisa de alterar os nomes às personagens e quanto menos gosto deles (apesar de isso não me impedir de lhes admirar o jeito/valor para o mundo da bola) mais.. dura será a alcunha que dou à personagem. Não é dificil perceber que não sou particularmente fã do actual melhor jogador europeu, por isso sou capaz de lhe chamar Crisnaldo, azeiteiro-mor e por aí fora. Há quem não goste... paciencia. Não tinha nada contra o Melgarejo no meu clube e apelidava-o de Mega-Rego, por exemplo. Tem a ver com o tom jocoso que tento dar ao blog.

6. No meu caso não lhe chamaria "odio visceral", e nem tem nada a ver com o dinheiro que gastam ou deixam de gastar. Nunca fui fã do Real Madrid, nunca consegui gostar desse clube e isto remonta até desde que comecei a ver futebol com mais atenção (pouco depois do mundial de 82). Como já disse, sei reconhecer o valor dos jogadores que lá andam/andaram, sei reconhecer quando ganham bem, quando jogam bem e por aí fora. Não me peçam é para gostar.


Abraço, volta sempre e de preferência com o espírito aberto a um blog que vive de tentativas de humor fraquinho que muitas vezes falha o alvo e o objectivo, ao mesmo tempo... mas tenta-se.

26/9/13 2:26 da tarde  
Blogger JPFerreira disse...

Lol, um blog que viva de tentativas de humor fraquinho que muitas vezes falha o alvo e o objectivo é um blog que pelo menos já tem uma boa premissa inicial.

Um conselho, não leias jornais desportivos portugueses, faz mal à vista e ao cérebro.

Abraço.


P.S. - Mega-Rego não é mau!:)

26/9/13 3:34 da tarde  
Blogger pitons na boca disse...

Claro que faz mal à vista e ao cérebro, mas é uma fonte inesgotável de material para (tentar) cumprir com a premissa inicial do blog. :)

Abraço

26/9/13 3:37 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial