16 de agosto de 2013

Let the show begin

Pior que os adversários externos serão sempre os internos, autênticos cavalos de Troia minando aos poucos o terreno que outros tentam construir, à espera do momento mais oportuno para uma insídia que só trará, nestas alturas, o favorecimento e fortalecimento dos adversários externos - por oposição e consequência do enfraquecimento que tentam semear no seio do seu próprio clube.

Vai-se dividindo os adeptos em trincheiras argumentativas, vai-se rotulando uns e outros, com ou sem razão. Todos "benfiquistas", uns a querer serem mais que outros, uns a acusarem outros de serem menos que eles. Vou tentando assistir de fora, sem intervir demasiado, para não me confundirem com nenhum dos movimentos propagandistas, que os há dos dois lados.

E - no meios disto tudo que foi esta silly, silly season - já não tenho dúvidas nenhumas de que há alguns "benfiquistas" que vão ficar contentes se o Benfica perder nas primeiras jornadas, para poderem dar largas aos seus ódios pessoais. O grau de benfiquismo talvez seja o mesmo mas outro tipo de valores parecem sobrepor-se.

Eu não tenho ódios por ninguém que defenda o meu clube na medida em que pode e sabe, nem estou a torcer para perder só para ter essa alegria, demonstrativa de grande caracter (ou não), de despedir este ou aquele.
Eu vou estar no meu cantinho, preferencialmente de mini na mão, incondicionalmente a torcer pelas vitórias do meu Benfica.

Chefe, é mais uma rodada para este canto, fáxavôr.
A época começa agora.

5 Comentários:

Blogger zorg disse...

Quero é que a merda do mercado feche, que é para poder saber quem são os gajos de quem posso dizer mal. Não vou andar aqui a gastar o meu latim debalde, a dizer mal de gajos que em Setembro poderão estar a jogar na Rússia e ser recordados com saudade. :P

16/8/13 4:35 da tarde  
Blogger pitons na boca disse...

Mai nada. Não vale a pena gastar cartuchos com malta que pode vir dar de frosques.
E quem diz Russia diz Turquia, "Catar" e até Ermesinde. :)

16/8/13 4:37 da tarde  
Blogger zorg disse...

Não viste o Cardozo? Enquanto cá estava era tosco, lento, alto de mais, baixo de mais, com pernas a mais, com pernas a menos, com um penteado antiquado, etc.

Depois da cena da final da taça que, aparentemente, lhe granjeou um par de patins em linha e um empurrão nas costas, já é o mais tecnicista, o mais veloz, o avançado com a altura e o número de pernas mais adequados da história do SLB.

A dizer-se mal, é dos que cá estão, dos nossos!

16/8/13 5:10 da tarde  
Blogger pitons na boca disse...

Claro que vi. Já escrevi uma coisa parecida, sobre esse assunto (o geral, da bipolaridade do adepto, não do caso Cardozo em si).

16/8/13 5:14 da tarde  
Blogger Influência Arbitral disse...

Para ganhar é preciso existir condições de equidade.
Sabiam que o Benfica nos últimos 5 anos já perdeu 22 pontos diretamente por um último golo sofrido de penalti ou por golo sofrido após ter ficado em inferioridade numérica.
Há e tal, os penalti e expulsões fazem parte do jogo,... mas o F. C. Porto não perdeu nem um único ponto diretamente por um último golo sofrido de penalti ou após uma expulsão nos últimos 150 jogos!!!! (5 épocas inteiras, sem nenhuma decisão arbitral desfavorável que provoque diretamente perda de pontos, deve ser record mundial)

Se querem saber quantos penaltis e expulsões o Pedro Proença já assinalou a favor ao Porto ou Benfica e a sua influência na alteração da pontuação final, consultem o resumo de arbitragens por clubes nos últimos 5 anos no blog:
http://influenciaarbitral.blogspot.pt

o critério utilizado neste blog para determinar de uma forma objetiva a influência das decisões arbitrais relevantes (penalti ou expulsão) na repartição final dos pontos, foi classificar todos os pontos acrescentados diretamente por um último golo de penalti ou após uma expulsão, como pontos acrescentados com influência arbitral.
Nos últimos 5 anos o Porto já beneficiou de 12 decisões arbitrais favoráveis nos 13 jogos arbitrados pelo Pedro Proença, aproveitando para melhorar o seu desempenho desportivo em 7 pontos acrescentados através de um último golo de penalti ou após uma expulsão do adversário. Pelo contrário nos 11 jogos do Benfica que o Pedro Proença arbitrou nas últimas 5 épocas, em consequência de penaltis e expulsões contra o Benfica acabou por sofrer golos que o obrigaram diminuir o seu rendimento desportivo em (-3) pontos. Aliás com o Pedro Proença, o Benfica só tem 39% de aproveitamento dos pontos em disputa nesses 11 jogos, quando em média nos últimos 150 jogos arbitrados por todos os árbitros teve um aproveitamento de 76,4% dos pontos em disputa.

http://influenciaarbitral.blogspot.pt/search/label/Resumo%20de%20arbitragens%20por%20clube%20%285%20%C3%A9pocas%29

24/8/13 10:12 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial