25 de setembro de 2009

Este é o título deste texto (hein, é só imaginação, não é?)

Se calhar convém, de tempos a tempos, escrever alguma coisa sobre o meu clube, para não pensarem que isto é apenas um antro de lagartos. É que também há gente de bem por aqui (estou a falar de mim, claro). :)

Esta semana o Benfica recebe o Leixões. Apesar de estarmos longe do fulgor dos 8-1 contra o Setubal (também era difícil, não há assim tantos ceguinhos para se andar a bater neste campeonato como isso), o poderio atacante do plantel deixa sempre no ar a premonição de que qualquer coisa de excelente possa acontecer. Pode até dar-se o caso da premonição sair gorada, mas é certo que até aqui os benfiquistas têm tido razões para sonhar com voos que nos têm fugido nos últimos tempos.

Mas há duas razões que me levam a ver este próximo jogo com um pé atrás: José Mota; Javi Garcia.

É certo que José Mota tem por hábito montar boas equipas (para o nível médio no âmbito nacional), aguerridas e que dão luta. Mas nem é isso que me faz temer o próximo jogo. Este treinador parece ter uma especial vontade de fazer o Benfica perder pontos. Basta lembrar as suas reacções em ocasiões passadas, em que o Benfica ganhou a equipas por si orientadas.

Mas este não é o factor que mais me faz melindrar pelo próximo jogo.
A ausência de Javi Garcia é realmente a maior dor de cabeça que este jogo nos apresenta. Já tinha comentado com amigos, depois da saída do Yebda, que colmatar uma eventual ausência do espanhol seria um grande problema para Jesus. Apesar do francês não apresentar o nível de jogo e, acima de tudo, a inteligência táctica que o espanhol tem posto em campo, seria ele a sua melhor alternativa.
Ruben Amorim parece ser a escolha, segundo os jornais. Não terá o perfil ideal para o trabalho que se pretende, dando mais ênfase na construção de jogo do que na recuperação de bola (ou mesmo mandá-la para as pitas se for preciso).
No entanto acredito que não irá estar tão preso ao lugar como Javi Garcia, e haverá uma constante troca de posições com Ramires (se se verificar que está apto, como foi noticiado), fazendo ora um ora outra o lugar mais atrasado do meio campo.

Espero é que resulte.



PS – (agora para dar um toque de humor ao texto, para os meus colegas não pensarem que quero fazer disto um blog sério)

Esta coisa da inveja na 2ª circular por tudo e por nada tem de acabar. Só porque os outros têm o “etíope mal-nutrido”, agora querem que o Ramires seja “queniano”? Epah, acabem lá com isso. :P

Etiquetas: , , ,

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial