4 de outubro de 2013

Com os cavalos à frente dos bois… ou é com as carroças à frente dos atrelados? Já não sei.


Zeinal Bava (não confundir com o Faisal de Olhão), CEO da Oi (pós-fusão com a PT) e que não se percebe bem se é português brasileiro, brasileiro português ou de outra linhagem qualquer, foi entrevistado pela Bloomberg e disse, entre outras coisas, que no mundial do Rio de Janeiro “Vou torcer por Portugal, porque sou português”.
Não é melhor esperar para ver se Portugal chega mesmo ao Mundial?

Mais à frente, quando lhe puxaram pela veia brasileira e a divisão que isso poderia criar dentro da sua linha de montagem de pensamento, disse “vou torcer por Portugal grande parte do tempo e depois pelo Brasil”.

Pronto. Assim está melhor, sem hipocrisias. Quando formos de barco (se chegarmos a ir lá) ele logo puxa pelo Brasil porque vai dar tempo para tudo.

Obrigado, Sr. Zeinal, pela consideração.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial