3 de dezembro de 2012

Não façam perguntas de matematica.

Como não tive internet ontem, hoje deparei-me com esta estorieta magnifica de mais um feito extra-ordinário por parte do Crisnaldo.

Dizem eles que ele realizou um feito magnifico, fora do alcance do comum mortal. Terá feito 10 segundos para percorrer 85 metros.
Para facilitar os cálculos, vamos imaginar que os atletas que correm as competições dos 100m não perdem tempo ao arrancar dos blocos naquela posição, contrariamente à posição em que o madeirense arrancou. Vamos imaginar também que ele fazia mais 15 metros à velocidade média com que percorreu os outros 85m de que falam.

Usando cálculos complicadíssimos, vulgarmente conhecidos como "a regra de 3 simples" - esse bicho feio da matemática - chega-se à conclusão de que Crisnaldo acabaria os 100m num tempo a rondar os 11 segundos e 76 centésimos.

Continuo sem perceber onde é que está o feito extra-ordinário, tendo em conta que uma muito boa parte dos jogadores (principalmente os que jogam encostados às faixas laterais) deverão ser capazes de fazer tempos similares (e alguns melhores, até).



(resta dizer que este texto não tem como objectivo apontar o que quer que seja ao Crisnaldo neste capitulo em particular. o que acho uma parvoíce é o destaque dado pela comunicação social-corderosó-desportiva a este "feito estratosferico")

(a palavra "extra-ordinário" foi escrita desta forma propositadamente, e todo o texto encontra-se escrito segundo um Acordo Ortográfico estritamente meu)


Adenda - nos confrontos posteriores ao Sporting do Minho - clube-dos-dirigentes-assumidamente-corruptos, foi detido um adepto por posse de engenhos pirotecnicos. Esperemos que ele não seja libertado a tempo do próxio jogo do Benfica, em casa.

10 Comentários:

Anonymous Nuno disse...

Não tem nada de extraordinário,principalmente sabendo que esse lance ocorreu perto do minuto 75,e que desde o inicio do jogo até aí,o Ronaldo já devia ter corrido prái 7 Km.

3/12/12 4:02 da tarde  
Blogger pitons na boca disse...

É verdade. E que ele faz todo o trabalho de um trinco.

3/12/12 4:04 da tarde  
Blogger pitons na boca disse...

Se calhar eu devia ter frisado, por exemplo num post scriptum, que isto não tem nada a ver com o Crisnaldo. Da próxima vez escrevo post scriptum's no texto. É isso. Magnifica ideia.
Pessoalmente até acredito que ele consiga fazer muito melhor, tendo em conta o atleta que é.

Mas há maltinha que gosta desta papinha insonsa que os jornais cozinham.
Bom proveito para esses.

3/12/12 4:10 da tarde  
Anonymous Nuno disse...

É verdade,como dizes há maltinha que gosta da papa insonsa e que vê ouro em tudo que o Ronaldo toca (não é o meu caso),mas também há maltinha que vê uma poia em tudo que ele faz.Tu foste ao pormenor dos onze segundos e tal,e eu só te lembrei que ele já tinha setenta minutos de jogo no bucho.Os gajos que vão correr os cem metros nas Olimpiadas,fazem menos de dez segundos ,mas não correm que nem malucos durante 70 minutos,antes da prova.Com isto,é claro que não quero dizer que ele seja mais rápido que o Bolt,mas mostra bem a velocidade de sprint que tem.
Mas se fosse o Messi...

3/12/12 4:58 da tarde  
Blogger pitons na boca disse...

Não sou eu quem está a querer fazer disto um Crisnaldo vs. Pulga. Eu apenas estou a realçar (mais uma vez) a miséria que é o jornalismo desportivo, sendo que este nem é dos piores casos, mas a meu ver não o deixa de ser.

Indo para o campo que estás a fazer questão de levar o post: o Crisnaldo é claramente melhor atleta. O Messi provavelmente faria 10s20. O Messi continua a ser melhor futebolista que o madeirense (na minha opinião, que baseia-se em "futebol", não no "atleticismo").
Mais alguma questão?

3/12/12 5:08 da tarde  
Blogger LDP disse...

Ao minuto 75 e num relvado, que não é bem a mesma coisa que correr num tartan lisinho como a cona rapada da prima da joana.

Pronto era só isto.

3/12/12 5:09 da tarde  
Anonymous Nuno disse...

Pitons,tens razão.


Tchau.

3/12/12 5:33 da tarde  
Blogger LDP disse...

Não conheces a Joana pois não, Nuno?

3/12/12 6:20 da tarde  
Blogger v.maria disse...

E qual o problema de realçarem os feitos do nosso Cristiano Ronaldo? Acho muitissimo bem , de lamentar é que nao seja mais defendido. Na Argentina todos se unem em torno do Messi, no Barça idem e nós ao invés de disfrutarmos do fantástico futebol que CR7 proporciona detemo-nos em miudezas. Tivesse ele, como merece, um clube, um país a defendê-lo e ganharia o prémio em Janeiro. Justíssimo aliás, para quem levou clube e seleção às costas!

4/12/12 11:49 da manhã  
Blogger pitons na boca disse...

"Na Argentina todos se unem em torno do Messi"
Não conheço todos os argentinos para confirmar tal afirmação.

"no Barça idem"
Coisa mais estranha, tal acontecer no clube onde ele joga da maneira como joga.

"Tivesse ele, como merece, um clube, um país a defendê-lo"
Venham de lá exemplos desses madridistas que não o querem lá, que não o defendem.

"ganharia o prémio em Janeiro. Justíssimo aliás"
opinião tão valida como a contrária.

"seleção às costas"
Esta é melhor nem comentar. Cada um acredita no que quiser e vê futebol como bem entende.


Já o afirmei e volto a afirmar: sou amante de bom futebol e acho que o prémio deve ser entregue quem o merece. Dois jogadores acima de todos os outros. O argentino melhor este ano que o português.
Escolho o melhor jogador conforme o que fazem dentro do campo, não pelo país onde nascem.
Num exemplo extremado: o Nel Monteiro é melhor cantor que o Freddie Mercury porque é português e há que defender o que é nacional?
Nice!

Tens a tua opinião e eu tenho a minha. E cada um define as caracteristicas para escolher qual o melhor futebolista. Se tu achas que o país onde nasceu é uma dessas caracteristicas, definitivamente isso não é problema meu.

4/12/12 12:00 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial