21 de junho de 2012

O fim do mundo em cuecas de seda
Teoria da constipação – Euro12

Este é o post para aquela malta que gosta de teorias que envolvam “movimentos mais obscuros” por parte de quem manda a bem ou a mal no futebol.
Quando o polvo já não tem tentáculos que cheguem, há que criar mais alguns, por mais inverosímeis que possam parecer. Há de haver sempre alguém a acreditar, concordar e corroborar com toda e qualquer teoria.

A teoria que vou “desmontar” hoje mostra como as coisas estão a ser feitas para que a França vença o Euro12.
 (espero conseguir escrever isto antes do Espanha vs França, porque depois desse jogo é possível que esta teoria tão bonita caia definitivamente por terra)

Platini, chefe supremo da UEFA, apressou-se a dizer que gostava de ver um Alemanha-Espanha na final. Balelas! Isso é o que ele diz para desviar as atenções da selecção dos irredutíveis gauleses! Se ele apontasse a França como vencedor, toda a gente ia olhar com olhos de gente para os jogos que envolvessem a equipa do Laurencio Branco, seleccionador francês, dificultando de forma séria a tarefa que têm em mãos/apitos.

O “amigo” Proença lá foi apitar o jogo dos franciús contra a selecção das belas suecas e os gauleses até perderam 2-0. Mas não se deixem enganar tão facilmente, foi apenas mais uma manobra de diversão. Todos sabemos que este resultado era uma das condições necessárias para a eliminação dos franceses mas as coisas estavam a ser feitas “pelo outro lado” (expressão que uso aqui de propósito para alegrar os antis cá das net’s).

E se Portugal não chegar à final, aposto as bolinhas do Pai Natal em como o “amigo” Proença estará na final a inclinar o campo para os franceses descerem mais depressa em direcção à baliza adversária.

Poucas eram as combinações que eliminavam a França, mas afinal esteve assim tão longe de acontecer? A França a perder 2-0, e do outro lado a Inglaterra estava a dar conta do recado mas… será que estava mesmo?

Vitor Baía a "defender" a bola rematada por Petit 

A Ucrania marca o 1-1. Eh pá, mas se os gajos embalam depois deste golo e fazem o 1-2 que elimina os franceses de Platini? “É melhor fazer de conta que não vi a bola lá dentro…” pensa a zebra amestrada que pastava ao lado da baliza inglesa.
É que, convenhamos, se as coisas tivessem acabado em 2-0 para a Suecia e 2-1 para a Ucrania como era…?
Eu ajudo:


Pois é. Era “o fim do mundo em cuecas de seda” pensam vocês em silencio e completamente assolapados, agora que estão ao corrente desta maléfica movimentação de bastidores (não devia ser balneários?).
Eu não acredito em bruxas, mas que as há… metam uma verruga monstruosa no nariz do Platini e digam-me lá se não tem cara de bruxa?


(Calma, pessoal. Eu não acredito nesta teoria. Fiz apenas por gozo)

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial