21 de maio de 2012

E pó crise, ía?


Começo com algumas notas sobre sábado:

- Vaz Tê marcou o golo decisivo que permitiu o West Ham voltar à Premier League inglesa. Pelo menos 22 golos em jogos só do campeonato (divididos entre Barnsley e West Ham). Vi o jogo através do streaming de um canal inglês, com comentários ingleses e foi engraçado ouvir RVT, numa clara alusão a RVP [n.d.r. – Robin Van Persie], mostrando a importância e a fama que esta época deu ao avançado.Não escondo que gostava de ver este rapaz triunfar, depois do que passou a nível de lesões. A ver se dá o salto para um clube d eoutra dimensão ou se dá nas vistas na Premier, com o West Ham.

- no dia em que o Chelsea eliminou o Barcelona, e ainda faltando disputar-se o Real Madrid-Bayern, disse logo que infelizmente teria de apoiar os germânicos para a vitoria final. Na altura disse para quem me quis ouvir que, sendo 3 equipas que desgosto, os bávaros eram, ainda assim, os que menos desgostava. Futebol tem destas coisas, e o Chelsea consegue ganhar uma Champinhons Lig sem que merecesse ganhar os últimos 5 jogos que disputou. Quer dizer… esta coisa do merecer, em futebol, tem muito que se lhe diga. Tentando pôr as coisas de forma mais aceitável: sem ter praticado futebol de jeito. Duas verdades insofismáveis, no futebol: nem sempre ganha quem mais o procura fazer; ganha sempre quem marca mais (ou empata com mais golos fora de casa).


A batata quente, que os meus colegas de blog ainda devem estar a tentar colocar em palavras, foi ontem à tarde com a final da Taça de Portugal.
Percebo as picardias entre o meu clube e o deles. São muitos anos de rivalidade. Mas há certos limites que tenho dificuldade em aceitar - mas isso talvez seja por nunca ter vivido em Lisboa ou a menos de 300kms da dita cidade – e por norma tento não passar esses limites a não ser que seja com alguém de confiança que eu sei que não fica melindrado com certo nível de picardias.
Eu estava, obviamente, a puxar pela vitória da Académica. Mas não ao ponto de ir ao Jamor ver o jogo. Não ao ponto de deixar de fazer outra coisa qualquer – não foi o caso, porque o tempo estava estranho e acabei por ficar em casa. Não ao ponto de estar vestido de Academista, só porque jogavam contra um clube rival.

Ontem à noite vi muitos sportinguistas a desejar que as pessoas de outros clubes (que gracejavam minimamente com a vitória dos “estudantes”) não deixassem de pagar as quotas de sócio do clube de Coimbra. E a esses eu pergunto: vocês ainda pagam as quotas de sócio do Chelsea, quando em Abril fizeram uma festa descomunal por causa dos ingleses terem eliminado o Benfica da Champinhons Lig? Ou ainda são sócios pagantes do Olhanense quando o Benfica perdeu pontos na deslocação a Olhão e que deu para se ouvir carros a buzinar noite adentro? Ah, bem me parecia. Pelo menos o clube de Olhão agradecia que assim fosse, porque não têm nenhum russo excêntrico a lavar dinheiro como gente grande, no clube.

Vejo sportinguistas indignados com o facto de benfiquistas terem puxado pela Académica porque “são de um clube que nada tinha a ver com aquela final”. Sejamos minimamente sérios: se a final fosse Benfica-[inserir nome de clube qualquer que não seja Sporting/Porto] quantos estariam a torcer, silenciosamente ou não, para que o Benfica perdesse? Talvez a rondar os 99%, provavelmente a mesma percentagem de benfiquistas que ontem eram "da Académica desde pick ninos", portanto não me venham com tretas. Picardias sempre houve, puxar pelos adversários dos rivais sempre aconteceu e ontem não seria de outra forma só por ser o "clube diferente".

Mas a vitória da Académica teve um sabor ainda mais especial por causa dos lagartos (não os sportinguistas, mas os verdadeiros lagartos doentes) que andavam à boca cheia durante um mês a dizer “pfff… vocês ganharam a taça da cerveja mas nós ganhamos a taça de Portugal”, como se já nem fosse preciso jogar a final. Para esses tenho a dizer: agora apanhem as canas com cuidado para que nenhuma lhes acerte na cabeça.

E pó crise, ía? Não gosto, mas para alguns é muito bem feita.



Nota: a ideia que tenho dos meus colegas de blog leva-me a pensar que não são o alvo do último parágrafo, penso que sejam verdadeiros sportinguistas e não meros lagartos. Como tal, para eles e sportinguistas como eles, a minha mensagem é a seguinte: epá, realisticamente, não jogaram grande coisa…não me parece que a Taça tenho sido mal entregue.

Nota 2: será que o Jãprêra vai ao EURO2012 andar também aos socos e cotoveladas? Quem acredita que este é expulso antes do Pepe ou do Grunho Alves ponha a mão no ar.

1 Comentários:

Blogger EntradàVirilha disse...

É normal torceres pela Académica, tal como eu torci pelo Gil Vicente.

A Académica mereceu ganhar. A taça foi bem entregue.

Parabéns Briosa!

21/5/12 1:05 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial