20 de janeiro de 2012

Risco (mal) calculado - nada a ver com "riscómei"

Compreendo a enervação dos adeptos sportinguistas, nesta semana que passou. Faz pensar se realmente o ciclo dos tiros nos pés da era do cotonete realmente passou ou se isto é apenas uma continuação, num registo mais bipolar.
Entre uns dirigentes que apelam e outros que não condenam violência dentro de recintos desportivos, passando por imagens que salientam e exultam os elementos extremistas e mais violentos das suas claques - à posteriori substituídos por girassóis e borboletas (o caso claro e mais evidente da bipolaridade que falei antes)… isto tudo a culminar numa semana em que há as declarações de dirigentes e treinadores a dizerem que não são propriamente um grande de Portugal e jogadores aos empurrões para falhar um penalty tão claro e límpido como um manto de petróleo a envolver uma pobre garça.

Esta Taça-que-não-interessa-para-nada tem destas coisas. As equipas entram com as segundas escolhas e depois é vê-los aflitos contra equipas de divisões secundárias:
- o Benfica entrou com a equipa B mais o Javi e teve de meter em campo mais 3 titulares para chegar ao 2-0.
- o clube-dos-dirigentes-assumidamente-corruptos entrou com alguns 5 jogadores da equipa B e ganhou com um singelo 1-0.
- o Sporting entrou com a equipa B e empatou 1-1, com as magníficas cenas do penalty… ah, espera, aqueles eram praticamente todos considerados titulares? Ah pronto, então faz todo o sentido o que antecedeu o jogo.

Etiquetas: , , , ,

1 Comentários:

Blogger Quim Berto disse...

Vou tentar fazer algo que ainda não fiz no blog... Falar a sério.

A cena das imagens de acesso ao balneário e atenção que não tenho, ou pelo menos não considero ter a mania da perseguição considero simplesmente ridícula. Eu, se fosse alguém com poder dentro do Sporting, não tirava imagem nenhuma. Era o que mais faltava. O futebol têm problemas bem mais graves do que alguns iluminados querem fazer crer. Atenção, não quero dizer com isto que considere se as imagens são de bom gosto. Creio que a resposta do Sporting neste caso foi perfeita. Para um problema ridículo uma solução ainda mais ridícula.

Em relação ao futebol praticado e aos resultados obtidos aí confesso que eu próprio sou bipolar. Não sou daqueles que à primeira contrariedade, desiste, apelida todos de inúteis, que continuamos com uma equipa de merda e um qualquer Pal Serg no banco. Mas um suposto grande não pode simplesmente estar 5 jogos sem ganhar, independentemente dos adversários.

Quanto ao estatuto de grande... Aqui confesso alguma indefinição. Sou sportinguista desde que me conheço, sei os pergaminhos do clube, a sua história, o seu significado na sociedade portuguesa e a influência que têm alem fronteiras. No que diz respeito aos aspectos anteriores referidos somos grandes, dos melhores de Portugal e um exemplo no mundo do futebol. No que diz respeito a resultados e principalmente nos últimos 30 anos, não o somos. Doa a quem doer a verdade é esta...

20/1/12 11:40 da manhã  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial