19 de outubro de 2011

Pá Champinhons Lig: contra o Brasileira dos suíços


Por uns tempos receei que este blog estivesse condenado a ser considerado uma coisa séria, de gente que percebe de futebol e que se rege por princípios elevados e respeitosos. Felizmente posso dizer que os meus medos eram infundados: não se pode dizer que nesta última semana este barraco tenha elevado os seus parâmetros a níveis incomportáveis com a nossa parvoíce. Veja-se como, há uns textos atrás, conseguiu colocar-se expressões como “melhor clube do Universo, quiçá do Mundo” num paragrafo que versava sobre um Famalicão – Sporting. É obra e têm de concordar que a tarefa não é tão simples como se possa pensar. É muitos anos a virar frangos. Nem sequer são frangos, são periquitos que conseguimos subtrair ao vizinho do lado de lá da estrada.

E se há coisa que não falta por esse www fora é blog a pôr-se em bicos de pé, numa suposta superioridade de quem vê qualidades futebolísticas num qualquer primo do Weah que jogue nos distritais, como se fossem donos e senhores da verdade absoluta dos segredos desta petanca com balizas.
Nós também queremos ser assim: estúpidos e parvos para além dos limites da paciência humana! Vai daí, impõe-se que eu também faça uma rapertagem sobre o mega-jogo de ontem do Benfica com o nivel que se exige a um barraco deste calibre.

Não jogámos nem bem nem mal, antes pelo contrário. Mas, se os suíços corriam que nem umas avestruzes assustadas, com o ímpeto inerente a quem está atrasado para ver a novela e tem pressa que aquilo acabe, nós – os bons, os magníficos, os divinos… em suma o Benfica – tratámos de desacelerar o jogo (afinal quem manda nestas coisas? Vamos lá a ter calminha), estando perfeitamente cientes das horas a que abalava o avião de regresso à capital do império de emigrantes, e com a sobranceria de quem tinha a certeza de ter deixado a novela a gravar e podia jogar descansado, sem grandes pressas porque a pressa é inimiga de mim.

Numa análise geral, a equipa até esteve bem, apesar de invariavelmente o gajo que joga a extremo/ala esquerdo borrifar-se constantemente para acompanhar o lateral direito adversário. Quem se lixa? O mexilhão, neste caso o Emerson, uma vez que os abutres cá do burgo estão à espera de todo e qualquer detalhe para o atacar, mesmo que isso implique fechar os olhos aos constantes 2-contra-1 de que o Wesley Snipes sem bigode é alvo. Ora, se o gajo já de si não é muito bom, ainda pior é quando não há ajudas, marcações e movimentos que deviam ser feitos. Curiosamente, quando entrou o Golito, a coisa até tinha deixado de acontecer, estava tudo certinho e logo nessa altura é que o zuca é expulso… nem vi a jogada, estava a olhar para a relva (para ser sincero, acho até que foi na mesma altura em que o meu computador mostrava um penalty para o Manchésta Unaite, por isso não vi a falta do segundo amarelo).

Numa análise mais individual, pode-se dizer que jogámos com 11 e depois entraram mais 3 para o lugar de outros 3 que já lá estavam. E no fim, ainda conseguimos acabar a jogar com 9 (um expulso e dois lesionados a fazerem de meio, cada um: Gaitan e a Cesar o que é de Cesar).


PS - eu tenho a perfeita consciência de que não era o Wesley Snipes que devia aparecer mencionado ali, mas não estou com a mínima vontade de ir procurar o nome do actor em questão. Talvez um dia, quem sabe...

Etiquetas: , ,

5 Comentários:

Blogger Valdemar disse...

Fodassss.

Ainda estou à procura dos meus neurónios.

Obrigado pela trip de LSD gratuita, pitons. Então com essa do Blade...

E sim, o barraco está revitalizado.

19/10/11 2:30 da tarde  
Blogger LDP disse...

Sidney Poitier?

19/10/11 2:55 da tarde  
Blogger Valdemar disse...

Boa.

Tem cara de Mórmon mas em preto e sem barba...

19/10/11 3:03 da tarde  
Blogger pitons na boca disse...

Morris Chestnut... mas afinal não é tão parecido como eu pensava, inicialmente. :/

19/10/11 3:22 da tarde  
Blogger Quim Berto disse...

Pela parte que me toca trabalho afincadamente todos os dias para que a qualidade deste tasco seja cada vez pior!

Se fossemos uma verdadeira tasca neste momento éramos daquelas que aproveita os restos das minis para fazer uma de abertura fácil!

19/10/11 6:38 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial