15 de abril de 2011

E Dublin logo ali...

Ainda estou a tentar perceber o que se passou ontem… onde é que este César Peixoto tem andado, estes anos todos? Porque é que temos aturado o irmão gémeo dele tanto tempo?

“Rapaz”, se jogasses sempre com essa vontade de certeza que não te assobiavam tantas vezes, nem que aparecesses como figura de proa dos Super-dragões numa bancada qualquer…



Nota: e nos primeiros dias de Maio, começar a treinar o tee off, o drive, o putting (não tem nada a ver com o outro clube que vai jogar contra o submarino amarelo), como evitar o slice nem que para isso seja preciso um strokesaver, para não acabarmos out of bounds, etc…

Etiquetas: ,

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial