1 de abril de 2010

Em vermelho vivo

Tendo em conta a pré-época que o Benfica está a fazer, com bastantes exibições de regalar os olhos a quem gosta de futebol, com muitas vitórias e ainda muitos mais golos, não é de admirar alguma euforia, deslumbramento e ilusão do lado das hostes encarnadas.
Eu não fujo muito à regra. E se a euforia (ainda) não me ataca tanto como o deslumbramento e ilusão isso só se deve ao facto de ainda só termos conquistado uma taça de cerveja, que apesar de ser a prova que eu menos queria ganhar, teve um sabor especial por ter sido conquistada contra quem foi - aquele que tem sido o maior rival nas ultimas décadas (e nisto, os sportinguistas me desculpem, mas é a mais pura das verdades).

Há os que, ao longo destes meses, têm vindo sistematicamente a desvalorizar o trajecto benfiquista:
- havia os que diziam que só ganhávamos na pré-época e que quando a época começasse então íamos ver o Benfica ir ao fundo.
- havia os que diziam que não chegávamos ao fim de Novembro.
- havia depois os que diziam que a 20 de Dezembro iríamos ver como se joga à bola, perderíamos contra o tal rival do norte, e a partir daí vínhamos por aí abaixo - talvez só parando nos distritais.
- havia os que diziam que em Fevereiro os jogadores do Benfica iam dar o berro, por mau planeamento da época por parte do JJ, tendo em conta o ritmo evidenciado desde o inicio da época.
- e há os que, ao reparar que a alínea anterior que previram não se realizou, seguiram para a alínea seguinte (ou seja, foram alimentado todas as teorias na esperança que uma se tornasse realidade, para depois poderem dizer "eu não te disse?").

O certo é que, destes cenários todos, só o penúltimo esteve perto de acontecer e com, pelo menos, um mês de atraso. É notório - principalmente no Di Maria a partir dos 70 minutos dos últimos jogos - algum cansaço. No entanto, o resto do plantel tem dado mostras de uma saúde e uma capacidade de superação que faz com que a diferença entre os titulares e os que entram nos seus lugares seja pouco notada.

Esta noite talvez comece a época para os encarnados. Esta é a grande vantagem de só começar a época agora, em Abril: enquanto os nossos adversários já estão abatidos com a longa época que eles já levam e com os resultados adversos que se sabe, o Benfica entra hoje em campo como a única equipa portuguesa ainda nas provas europeias, facto que se saúda e que já não acontecia desde os tempos do Koeman - em que eliminámos o... Liverpool, então campeão europeu em titulo.

Mas se o Marselha já foi complicado - e claramente num patamar acima dos outros adversários benfiquistas - o Liverpool é de outro patamar ainda mais acima.
Apesar de ser um clube que ultimamente tem ficado um pouco aquém a nível interno, na Europa do futebol estes ingleses têm o hábito de se fazerem fortes e raramente se deixam afastar nas eliminatórias iniciais (talvez por isso, quartos-de-final já não é mau, pá, fiquem-se lá por aqui este ano).
Alem de terem um historial de meter respeito - são só o 3º clube mais vezes campeão europeu. E se no campeonato deste ano já pouco podem almejar, jogam as fichas todas nesta Liga Europa.

Por ser um dos clubes estrangeiros que mais adoro (tal como o Barcelona) e por me merecer todo o respeito, é que digo - cheio de ilusão e alimentando o sonho de chegar mais longe - sem rodeios que:

esta noite, menos de 0-0 é derrota!

Etiquetas: , ,

4 Comentários:

Blogger low desert puke disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

1/4/10 12:28 da tarde  
Blogger low desert puke disse...

Havia também os que diziam que o Benfica era como um daqueles teenagers que lá vão pela primeira vez.

 Muita vontade e confiança. 

E depois...

Óooooo...
Ou um formula 1 superpotente nas primeiras voltas, mas se tivesse de ir à boxe ao fim do primeiro terço de corrida nao mais chegaria aos primeiros lugares do pelotao.
Ou ainda "muito barulho, muito esbracejar, muito espernear... quando começar a época, o tubarão-Sporting papa-os!
"
Li também pérolas como "A lampionagem anda mais eufórica e insuportável que nunca!
 O melão de final de época este ano vai levar ao suicídio de alguns..."
Que éramos como os caes de Pavlov, mas no final irìamos ter um prato vazio como recompensa.
Que os métodos de motivação do JJ podem funcionar com rapazes da província, pouco habituados a orgias. Mas com jogadores da bola do benfas, super-entrosados na vida dissoluta, não surtirá grandes efeitos.
Depois em Fevereiro começei a ler alusoes ao uso e abuso de cafeìna. E que ou serìamos apanhados em controlos anti-doping ou simplesmente as baterias iriam descarregar-se tragicamente.

O facto é que jà sò temos seisi jogos no campeonato para começar a jogar a sério ou enfrentaremos problemas, pois nao sei se os regulamentos preveem o entregar de faixas de campeao a equipas que nao tenham jogado um ùnico jogo oficial em toda a época.

1/4/10 12:31 da tarde  
Blogger pitons na boca disse...

Tenho de admitir que a do Pavlol ainda não tinha visto... e tem muita piada. Muito bem conseguida. :)

1/4/10 12:38 da tarde  
Blogger EntradàVirilha disse...

Low desert, tu lembras-te do Sporting só qd acordas ou também durante o sono? Como é que um clube que está a 23 pontos te faz tanta comichão?

3/4/10 5:34 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial