24 de março de 2010

A teoria que faltava
(e a única que realmente faz sentido)

Thierry Henry viveu os momentos áureos da sua carreira com a camisola do Arsenal. Foi de tal forma determinante que é apenas o melhor marcador da história do clube e foi recentemente votado pelos seus adeptos como o melhor jogador de toda a sua centenária história.

Tratando-se de uma pessoa que transpira dignidade, não fosse ele francês (não esquecer a sua acção preponderante no golo que levou a França ao Mundial que se avizinha), veio agora a terreiro afirmar que não deseja jogar contra a sua antiga equipa e nem se imagina a conseguir marcar-lhes um golo (Rui Costa, és um fraco, podes ter chorado mas marcaste golo, pá!!).

Henry: "Se nem sequer equaciono jogar contra eles..."


Depois de tudo o que já foi dito (com ramificações que chegam à máfia russa) hoje revelou-se - timidamente, diga-se – a verdadeira razão da ausência de Izmailov no jogo contra o Atl. Madrid… o seu eterno amor, devoção e agradecimento ao clube colchonero por todos os momentos maravilhosos que lá passou!

Etiquetas: , , ,

1 Comentários:

Blogger Costureirinha Maravilha disse...

Nesta foto ele tinha acabado de ter um dos seus famosos espasmos, não tinha? =)

24/3/10 8:04 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial