6 de novembro de 2009

Say again?

"O futebol não é para meninas"???
A não ser que sejam de barba rija.

Esta está um nivel à frente do Bruno Alves, mas a escola deve ser a mesma, visto que acabou o jogo só com um amarelo...

Etiquetas:

8 Comentários:

Blogger Costureirinha Maravilha disse...

Ai se fosse eu a outra... Acho que não conseguia acabar com amarelo...
O Bruno Alves é um menino de coro ao pé da gladiadora do vídeo!

7/11/09 6:37 da tarde  
Anonymous Alex F. disse...

A propósito de cartões não mostrados: porque é que o Maxi Pereira não levou um cartão vermelho aos 37 minutos do jogo de ontem, por cortar uma saída para o contra-ataque da Naval, atingindo ostensivamente o adversário sem tentar minimamente sequer, jogar a bola?

E porque é que não levou um cartão (seria o segundo) aos 40 minutos, por afastar um adversário, empurrando-o dentro da área e cortando uma jogada de perigo? O Sapunaru, no Marítimo-FC Porto, levou um numa jogada parecida, e até foi falta.

Porque é que o Javi Garcia, no jogo de Braga, não foi expulso por pontapear o Meyong na cabeça, de forma bem mais descarada do que a jogada entre o Bruno Alves e o Sougou, no Académica-Porto?

Porque é que, no mesmo jogo, o Cardozo não viu um cartão alaranjado, por uma entrada, por trás e fora de tempo, sobre um adversário, como aquela na primeira jornada, no lance com o Alonso, do Marítimo, em que devia ter sido expulso?
Esta, eu sei a resposta: não há cartões alaranjados!

Porque é que, ainda em Braga, o Di Maria não viu um cartão amarelo, por uma jogada quase idêntica? Porque estas três jogadas de Braga foram antes dos cinco minutos de jogo? Antes dos sete não vale?

Quanto ao estilo de jogo do Bruno Alves, não o defendo. Acho que já devia ter experiência mais que suficiente para, uma vez que o tem, saber quando e como deve usar o físico.

No entanto, faz-me lembrar na forma de jogar um antigo jogador do Olympique de Marselha, o Carlos Nepomuceno Mozer, que, lá está, quando jogou na Luz, naquela memorável eliminatória europeia do golo com a mão do Vata, também não agradou por aí além aos adeptos benfiquistas…

10/11/09 11:26 da manhã  
Blogger pitons na boca disse...

Mas só apontaste no caderninho as jogadas para um lado?

Só para dar um pequeno exemplo, ontem so viste as jogadas do Maxi?
Mas falando dessas: na primeira, que pedes vermelho directo, o jogador ia isolado? Foi agressão? Vai-se a ver era só para amarelo... seria?
A jogada do "penalty"... o Maxi aparece à frente do jogador da Naval ainda este nem vai em queda... fez falta? Tenho sérias duvidas (nem vou dizer que não, só para ficar a duvida no ar).
Na area da Naval, viste alguma coisa ou não houve falta nenhuma durante o jogo todo? Tens alguma coisa apontada sobre isso?

Para o outro lado foi tudo assinalado (e com os devidos cartões mostrados)? Espero os apontamentos sobre a Naval... já que dos outros jogos parece que tambem só apontaste para um lado (umas com razão, outras...). ;)

10/11/09 11:53 da manhã  
Anonymous Alex F. disse...

Por acaso, por dois bons motivos, não vi o jogo todo. Aliás, por muito que goste, não consigo ver um jogo todo há que tempos…

Tive o azar de ver o jogo entre os minutos 35 (+ ou -), e o intervalo, e logo foram acontecer aquelas jogadas!

Depois de ver, salvo erro, nos descontos, um jogador da Naval rodeado por três do Benfica, ser empurrado e levar um pontapé, e o árbitro, perdão, o Lucílio Baptista, não assinalar nada, achei que não valia sequer a pena tentar ver a segunda parte (como se conseguisse!).

Quanto à primeira jogada do Maxi, deixa-me ver se percebo: então se um gajo, sem tentar sequer jogar a bola, afinfa, sem mais, um pontapé num adversário, só é vermelho directo se este último for isolado? É sempre bom saber. Pode ser que o Bruno Alves faça (ou volte a fazer) alguma destas!

Na segunda: se ele ia à frente do adversário, para que é que o empurrou? Para além do resto, deve ser totó!

Caderninhos, não tenho. Isso é coisa para treinadores de futebol, da era pós-Mourinho. Eu, infelizmente, não sou treinador, nem da era pós, nem da pré. E assinalar as jogadas para o outro lado, é o teu papel, não é? Fazes isso muito melhor do que eu! Se não for assim, qual é a piada? ;)

10/11/09 4:48 da tarde  
Blogger pitons na boca disse...

Acho bem que tenhas outras prioridades! A saude dos futuros campeões primeiro que o meu Benfica. ;)

Sobre a 1ª falta do Maxi, depende sempre da falta. Por exemplo um agarrão, um ligeiro toque, uma rasteira sem ser violenta não deve ser razão para um vermelho. Assim sendo cada vez que o Javi Garcia, o Fernando e todos os outros medios defensivos fazem as tais faltas "cirurgicas" de cortar contra ataques, deveriam ser sempre expulsos, coisa que nunca acontece.
Como digo, se tivesse sido uma agressão ou uma falta que pusesse em causa a integridade fisica do navalista seria caso para vermelho, assim é uma falta para amarelo por cortar uma jogada perigosa.

Sobre o penalty que dizes... não concordo, acho que houve aproveitamento do jogador da Naval para tentar sacar um penalty.

Estava a tentar evitar falar de erros neste jogo, para não ser acusado de "mesmo ganhando vem com a conversa dos arbitros", mas pronto.
Há uma jogada do Coentrão ainda na primeira parte, e essa ainda deves ter visto (acho que foi antes dos 35min) que leva um pontapé no joelho direito quando levva a bola em direcção à area. falta por marca, a coisa de 5 metros da area.
Há um pontapé an cabeça do Saviola, dentro da area Navalista, ainda na 1ª parte. O tal jogo perigoso activo que muitos quiseram ignorar em Leiria. Falta directa dentro da area.
Há uma jogada que aparece nos resumos, do Ruben Amorim a ganhar a bola em corrida, com o peito, e quando ia entrar na area Navalista leva um pontapé no braço (ou no tronco, não se vê bem). Falta a centimetros da area.
Tudo lances bem perigosos que não foram marcados.
Pelo menos o Baradji fez por merecer um 2º amarelo, já para não falar de um medio centro que não sei o nome agora de cabeça...

Como vês, não é só para um lado. ;)

10/11/09 5:24 da tarde  
Blogger pitons na boca disse...

Correcção: onde se lê Ruben Amorim deve ler-se Maxi Pereira.

10/11/09 5:25 da tarde  
Anonymous Alex F. disse...

Depois de ler o último comentário, e de ver o António Pedro de Vasconcelos, no "Trio d'Ataque" da RTPN, de ontem, admitir que houve mesmo penálti na jogada do Maxi Pereira, que não houve falta sobre o Di María (para variar!), na jogada que deu origem ao livre de que nasceu o golo do Benfica, e que, pasme-se, os árbitros erram (e aqui, sendo a favor do Benfica, presumo que sem necessidade de um "Apito Dourado"), mas que o Lucílio Baptista não teve influência no resultado do jogo com a Naval, desisto.

Muitos parabéns pela conquista da Liga Sagres 2009/2010, que aliás, já vêm atrasados, pois desde Agosto, e da esplêndida vitória na Eusébio Cup, se adivinhava que só podia dar Glorioso.

E ganharam com todo o mérito, em mais uma daquelas vitórias que são motivo de orgulho para o Rui Costa.

O Benfica é de outro campeonato. O FC Porto, o Braga, e, vamos lá ver se o Sporting, limitam-se a disputar a presença na pré-eliminatória da Champions.

Agora, é preparar a época de 2010/2011, e vamos lá ver. Vão ser uns longos 10 meses.

Desamparo-vos a loja.

Inté

11/11/09 10:20 da manhã  
Blogger pitons na boca disse...

Opiniões têm todos. O Antonio Pedro Vasconcelos tem as suas, quer se concorde ou não.

quanto ao resto de que falas, não vou comentar. Com essas ideias pré-concebidas pouco mais resta a discutir.

Obrigado pelos parabéns (irónicos ou não), mas prefiro esperar para ver se o "sistema" consegue reagir nos 2/3 que faltam de campeonato. ;)

11/11/09 10:27 da manhã  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial