23 de novembro de 2009

C'Um Caraças!

Já alguém reparou na votação disponível na secção do Sporting, no Record?
Eu, mais por rotina que por outra coisa, voto religiosamente todos os dias.
Desde dia 15 de Novembro que a pergunta é a seguinte: "Carlos Carvalhal é uma boa escolha para recuperar o Sporting?".
Tenho pena de não ter feito um print screen nessa altura, pois, se tivessem votado, como eu fiz, veriam que o resultado rondava os 68% para o "Não" e os 32% para o "Sim".

Hoje, farta de ver a pergunta em que já tinha votado havia dias, voltei a votar (vejam só a precisão dos resultados)... Não é que o resultado do inquérito tinha mudado? E consideravelmente? LoL! Esta gente muda de opinião, como os pescadores mudam de anzol! Haja moral!

Eis os resultados actualizados (à data do post):






4 Comentários:

Blogger Valdemar disse...

Normalíssimo.

As amibas já não se recordam das alegrias que lhes deu Paulo Bento quando derrotou o campeão nacional, o F.C.Porto, em jogos consecutivos, para o campeonato, taças e supertaças, pondo fim à supremacia ganhadora.

Na altura, festa rija.

Mas quando começou a perder, tornou-se descartável.

Carvalhal, ou outro qualquer, não é diferente. Quando ganha, é bestial, quando perde, é besta.

Bastou ganhar ao Pescadores por 4 que imediatamente subiu no conceito dos adeptos leoninos.

E não é apenas os adeptos do Sporting, que até considero dos mais pacientes, entre os adeptos dos 3 grandes.

Por isso afirmo sem qualquer reserva: ainda veremos os benfiquistas exigir a cabeça de Jesus.

É uma questão de tempo. É assim a vida de treinador em Portugal.

P.S.: Costureirinha, cuidado com essa mania de votar sempre. Pode ser indício de paranóia. Hehe.

24/11/09 11:08 da manhã  
Blogger pitons na boca disse...

"Por isso afirmo sem qualquer reserva: ainda veremos os benfiquistas exigir a cabeça de Jesus.

É uma questão de tempo. É assim a vida de treinador em Portugal."

Eu não percebo é o porquê de alguns baterem tanto nesta tecla. Se eventualmente as exibições começarem a cair e os resultados vierem a pique, daqui a uns meses ou para o ano, qual o grande problema?
Até parece que vocês não fizeram isso com os treinadores que melhor puseram o vosso clube a jogar, nas ultimas 2 decadas (Bobby Robson e Peseiro). O caso de Peseiro então é o mais gritante, que por mais que a equipa jogasse havia sempre alguém a querê-lo de lá para fora. Tudo bem que acabou com o titulo de treinador-do-quase, mas em termos de futebol jogado foi dos melhores que vi do lado de lá da 2ª Circular.

Por isso digo: daqui a uns meses (porque duvido que até Abril não deverá haver muitos malucos a fazê-lo), se as exibições e os resultados desaparecerem é mais que natural que comece a haver contestação, nem que seja para ver se a equipa reage. Caso contrário seriamos todos apenas uns yes-men que vocês tanto gostam de nos imaginar.

24/11/09 2:11 da tarde  
Blogger Valdemar disse...

Não, pitons

Disse-o por ser a lei do futebol. Aliás, quando acontecer, duvido que se aguente tanto tempo como se aguentou o Paulo Bento. Este por teimosia/falta de recursos para pagar indemnização/forever/whatever.

O Jesus se verá.

Mas é a lei do futebol. Não fui eu que inventei.

P.S.: E no caso do Benfica, não esqueças o Mourinho.

25/11/09 12:42 da tarde  
Blogger pitons na boca disse...

Em relação ao Paulo Bento acho que foi um bocado um "deixa andar" por parte dos sportinguistas, um conformismo que só lhes fica mal.
Verdade seja dita que ganhou umas taças, mas pelo menos em 2 das épocas que fez não me parece que tenha atingido objectivos para continuar. Portanto, pela minha opinião, acho que ele não esteve apenas 4 meses a mais lá. Mas preferiram contentar-se com o "ficar à frente do Benfica" do que em ganhar campeonatos. Mas lá está, houve sempre a atenuante de um ou outro titulo secundário para ajudar a que ele ficasse.


Não me parece que o caso de Mourinho no Benfica seja sequer comparável ao de leve com o que se estava a falar.

Mourinho tinha contrato até ao fim da época e ao fim de poucos jogos (e da vitória por 3-0 ao Sporting) achou-se com direito a fazer um ultimato ao "presidente" do Benfica (escrevo com parentesis porque nunca quis aquele vigarista lá).

Por muito bom que o Mourinho seja, naquela altura não tinha provado nada como treinador e sou da opinião que esse ultimato foi despropositado e a roçar a imagem de mercenário.

25/11/09 2:29 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial